top of page

Açúcar, mocinho ou vilão?

O açúcar é um ingrediente presente de forma abundante na nossa alimentação diária. Derivado principalmente da cana-de-açúcar e da beterraba, ele é conhecido por adoçar nossos alimentos e bebidas, além de conferir sabor a muitos produtos industrializados. Quimicamente, o açúcar comumente consumido é a sacarose, um carboidrato simples composto por glicose e frutose. Ele pode ser encontrado em diversas formas, desde o açúcar de mesa tradicional até adoçantes artificiais e xaropes.


Como o Consumo de Açúcar Afeta o Corpo Humano?

·  Fonte de Energia Rápida: Açúcar é uma fonte imediata de energia para o corpo, especialmente útil durante atividades físicas intensas.

·  Sabor e Prazer: Contribui para o sabor agradável dos alimentos, tornando refeições mais prazerosas. Mas o seu uso em excesso traz bastante malefícios. ·  Obesidade e Ganho de Peso: O consumo excessivo de açúcar pode levar ao ganho de peso e à obesidade, devido ao seu alto teor calórico e à falta de nutrientes.

·  Diabetes Tipo 2: O açúcar está diretamente relacionado ao aumento do risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2, pois pode levar à resistência à insulina.

·  Problemas Dentários: O açúcar alimenta as bactérias que causam cáries e outros problemas dentários.

·  Inflamação e Doenças Crônicas: O consumo excessivo de açúcar tem sido associado a inflamação crônica no corpo, que por sua vez está ligada a uma série de doenças como doenças cardíacas e câncer. A literatura científica das últimas duas décadas aponta claramente na direção de que se uma pessoa que quer evitar o câncer, deve limitar seriamente sua ingestão de açúcar e de farinhas brancas. Alimentos que contêm carboidratos (açúcares) com alto índice glicêmico, provocam picos de insulina e IGF(moléculas que atuam no crescimento celular e também nos fatores de inflamação), fatores estimulantes aos tumores. Você não está proibido de comer um docinho, um brigadeiro, um pãozinho com manteiga, um bolo da vovó, se quiser evitar o risco de ter câncer. Mas não precisa comer o bolo inteiro, não precisa tomar dez xícaras de café bem adoçado com açúcar, mel, ou qualquer açúcar por dia. E principalmente, você tem que queimar as calorias e açúcares em excesso que ingere ao longo do dia. O sedentarismo é um grade amigo do acúmulo de glicose, da obesidade e dos altos níveis de insulina e IGF em seu corpo.

Para reduzir o consumo de açúcar, é importante:

  1. Leitura de Rótulos: Verificar os rótulos dos alimentos para identificar o teor de açúcar adicionado.

  2. Escolhas Alimentares: Optar por alimentos frescos e não processados, que naturalmente contêm menos açúcar.

  3. Substituições Inteligentes: Substituir o açúcar por alternativas mais saudáveis, como frutas frescas, stevia ou xilitol.

  4. Conscientização: Estar ciente dos hábitos alimentares e fazer escolhas conscientes em relação ao consumo de açúcar. Então, no que se refere a açúcares, se não quer que sejam um problema para sua saúde e se quer evitar câncer no futuro, reduza doces, açúcares, farinhas brancas como pães, bolos, massas e faça pelo menos 30 minutos de caminhada, 5 a 6 vezes por semana. O ideal é dar de 8 a 10 mil passos por dia, isso ajuda seu coração, seu metabolismo, estimula seu sistema imunológico. Ajude seu corpo a combater fontes de inflamação, infecção e angiogênese, não ajude o inimigo. Faça exames periódicos, a prevenção e uma vida saudável aumentam seu tempo e qualidade de vida.

  • Adaptado de: Açucares, mudanças de habito que mudam sua saúde por Kleber Del Rio. 2023

9 visualizações0 comentário

Yorumlar


bottom of page