top of page

Importância da atividade física durante a Pandemia.

A rápida e incontrolável disseminação do novo Coronavírus (SARS-CoV-2) pelo mundo aliada à sua gravidade fez com que a Organização Mundial da Saúde (OMS) caracterizasse a situação como pandemia.

Diante da orientação para que as pessoas fiquem em casa, é fundamental que sejam incentivadas e posteriormente ampliadas as ações para a adoção-manutenção de uma rotina de vida fisicamente ativa.

O estilo de vida sedentário é prejudicial para o nosso sistema imune, fundamental para reduzir a possibilidade de infecção viral. Além disto, o fato de ficarmos “parados” e muitas vezes nos alimentando inadequadamente favorece o ganho de peso, o aumento da pressão arterial, da glicose (açúcar) e lipídeos (gorduras) no sangue, o que aumenta o risco de doenças cardiovasculares e metabólicas, como a hipertensão e o diabetes, os quais têm sido associados a pior prognóstico em pacientes idosos acometidos pela COVID-19.



São muitos os benefícios da atividade física; Ajuda no controle de doenças crônicas como câncer, doenças do coração, diabetes e obesidade; Fortalece o sistema imunológico, o que contribui para um bom estado geral de saúde;

Contribui para manter a saúde mental, por proporcionar prazer e relaxamento.

As recomendações da OMS para indivíduos saudáveis e assintomáticos são de no mínimo 150 minutos de atividade física por semana para adultos e 300 minutos de atividade física por semana para crianças e adolescentes.

Respeite suas condições de saúde e, nesse momento, evite práticas muito cansativas. Busque atividade físicas que você goste de fazer. Existem inúmeras opções, basta ser criativo! Não deixe a preguiça, a angústia, o estresse ou a depressão determinarem suas atitudes. Quem pratica regularmente atividade física fica mais disposto, menos estressado e deprimido. Manter-se fisicamente ativo é particularmente importante se você for idoso, pois o avançar da idade está associado a presença de mais comorbidades, maior risco cardiovascular e maior suscetibilidade a infecção pelo COVID-19. Aproveite para melhorar a qualidade da sua alimentação (busque mais alimentos in natura e menos industrializados que contenham muitos ingredientes no rótulo que você não conhece), cozinhe com seus filhos ou compartilhe este momento virtualmente com amigos caso esteja fisicamente sozinho, e preferencialmente realize as refeições sentado à mesa, com atenção plena a alimentação, evitando fazer refeições no sofá, em frente à TV, ou utilizando celulares e computadores;




Adaptado de Kátia De Angelis Abril de 2020

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page