top of page

PROTEÍNAS; PORQUE SÃO TÃO IMPORTANTES ?

As proteínas são de fundamental importância para diversos processos do organismo humano, desde a estrutura das células até a imunidade.

Em alimentações restritivas ou não, o consumo de proteínas é indispensável, porque essas moléculas garantem os aminoácidos essenciais, aqueles que o corpo não produz. Entre as funções que podem ser atribuídas às proteínas, destacam-se seu papel no transporte de oxigênio (hemoglobina), na proteção do corpo contra organismos patogênicos (anticorpos), como catalizadora de reações químicas (enzimas), receptora de membrana, atuação na contração muscular (actina e miosina), além de serem fundamentais para o crescimento e formação dos hormônios.

É comum ouvirmos falar sobre consumo de proteínas quando o assunto é ganho de massa muscular ou sensação de saciedade, mas o trabalho dessas moléculas vai muito além disso. Alguns motivos para a ingestão diária de proteínas, mesmo em dietas mais restritivas:

  • Aumento da Saciedade As proteínas têm elevado poder de saciedade, quando comparadas ao carboidrato e à gordura. As refeições com maiores quantidades de proteínas podem ajudar as pessoas que não conseguem ficar longos intervalos sem comer.

  • Manutenção e Ganho de Massa Muscular Ter proteína acrescida à dieta para que haja matéria-prima para o reparo e formação de massa muscular. A ingestão de proteínas, nesse caso, também acelera a recuperação após a prática de exercícios físicos intensos. O consumo mais alto de proteína, para alguns indivíduos, pode favorecer a retenção da massa muscular, melhorando o perfil metabólico.

  • Renovação tecidual. Proteínas atuam na cicatrização, multiplicação celular, firmeza da pele. As proteínas são indispensáveis para o crescimento de crianças e adolescentes, pois têm atuação na estrutura de importantes órgãos, inclusive o cérebro.

  • Manutenção da imunidade A proteína tem papel essencial na produção de anticorpos, responsáveis por combater doenças em nosso organismo. Ela também é importante para a memória e concentração, pois atuam na liberação de neurotransmissores.

Principais fontes de Proteína: Diversos alimentos são ricos em proteínas, sejam eles de origem animal ou vegetal. As proteínas de origem animal – carne, ovos, leite e derivados – são chamadas proteínas de alto valor biológico, já que apresentam maior concentração de aminoácidos, alimentos de origem animal possuem maior teor de proteína e são utilizadas pelo organismo mais facilmente.

As proteínas de origem vegetal – cereais, raízes, leguminosas e hortaliças – têm valor biológico parcial, por isso é preciso complementar os aminoácidos delas de alguma maneira. Em comparação com as moléculas de origem animal, os vegetais têm algumas vantagens: são ricos em antioxidantes, têm menor teor de gordura e são também excelentes fontes de fibras. Em contrapartida, as proteínas vegetais têm menor concentração de vitamina B12, substância de extrema importância para a saúde neurológica.


Apesar de todos os seus benefícios, ela sozinha não completa uma alimentação saudável, por isso é importante o balanceamento com outros alimentos.

As fontes de proteínas são muitas, mas a dieta mais recomendada para todos os casos sempre será o equilíbrio. Ao comer carne, cuidado com as opções mais gordurosas e mantenha sempre os vegetais no prato. Para quem não come carne, a ausência de alimentos de origem animal não é garantia de saúde. Varie nas leguminosas, nas hortaliças, nos grãos e nas frutas, sempre preferindo os alimentos in natura.



Baseado em Viva Bem de Bruna Alves 2022 e Proteínas essenciais para o organismo por Sandra Capomaccio 2023.



42 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page